quinta-feira, 29 de novembro de 2012

A) RADIAÇÕES ULTRA-VIOLETA A (U. V. A.)

São radiações na gama dos 320 - 400nm, também designadas por radiações  melanogénicas já que são as responsáveis pelo escurecimento da melanina, ou seja, pelo bronzeamento directo, através da foto-oxidação da leucomelanina localizada nas células das camadas externas da epiderme.

Estas radiações, tais como as visíveis, podem estar na origem de fenómenos alérgicos de fotossensibilização. Por outro lado estas radiações têm efeitos cumulativos, conduzindo ao envelhecimento precoce da pele:
  • Efeitos potenciadores da carcinogênese U.V.B. induzida;
  • Queratinização da epiderme;
  • Elastose da derme profunda;
O seu grau de penetração na pele, podem atingir a derme, provocando a destruição das fibras elásticas, dando origem a elastose dérmica profunda. Por outro lado provocam a queratinizaçao da epiderme, tornando-a mais espessa. A pele torrna-se por um lado mais rugosa e espessa e, também, menos elástica.

A sua influência é proporcional as doses recebidas, que são cumulativas. Estes raios estão presentes durante todo o ano e trespassam as nuvens e as lentes dos óculos. Durante anos consideradas como benéficas, sabe-se actualmente que são os responsáveis pelas alterações em profundidade da derme e que os seus efeitos se acumulam ao longo da vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário