sexta-feira, 30 de novembro de 2012

PROTECÇÃO ANTI-RADICAIS LIVRES

Radicais livres

São espécies moleculares altamente instáveis, que se formam no corpo através da oxidação. O seu comportamento e < radical > porque lhes falta um electrão de modo que tentam rouba-lo a outras moléculas. No decorrer deste processo, atacam as membranas celulares e podem, inclusive, lesar a informação genética das células. Os radicais livres são os principais causadores das rugas e das descolorações ou sobre colorações da pele, bem como, do envelhecimento prematuro.

Por outro lado, a vida sem oxidação seria impossível, mas nem toda a oxidação é benéfica. A oxidação pode ser perigosa, ao descontrolar-se. E isto é, exactamente, o que acontece na pele, quando a expomos a uma excessiva radiação ultravioleta. Nesta situação, a pele produz maior quantidade de radicais livres, os quais podem provocar uma autêntica reacção em cadeia.

A pele possui sistemas enzimáticos e espécies anti-oxidantes (como a vitamina
E) Susceptíveis de desactivar radicais livres ( espécies químicas muito reactivas, que por isso irão reagir com constituintes da pele promovendo uma aceleração do envelhecimento) formados pela influência das radiações solares.

Poderemos, por outro lado, fornecer à pele agentes anti-radicais livres que complementem aqueles através de várias vias:

  • Por ingestão de alimentos tais como frutas e legumes ou algumas gorduras;
  • Por aplicacao tópica de cosméticos que tenham incorporados essas substancias ( exemplo: vitaminas C e E ). 

Sem comentários:

Enviar um comentário